MENU

27/06/2020 às 07h54min - Atualizada em 27/06/2020 às 07h54min

​Amazonino é ‘assediado’ por caciques mas ainda avalia cenário eleitoral

Apoiadores confirmam que o ex-governador foi procurado por políticos, mas ainda não aceitou conversar.

Mário Marinho - especial para o M2 News
mariomarinho@m2news.com.br
Amazonino Mendes (Podemos). Foto: Arquivo


O ex-governador do Amazonas, Amazonino Mendes (Podemos) que iniciou uma fase de carreira solo desde que deixou o comando do executivo estadual, em 2019, voltou a ser procurado por grandes lideranças da política amazonense. O político, que desembarcou nessa sexta-feira (26/06) em Manaus, após uma temporada em São Paulo, lidera as últimas pesquisas com foco na prefeitura da capital amazonense. 

Segundo fontes próximas ao político, muitos dos encontros e reuniões que se publicaram recentemente na mídia, não refletem a realidade.

 “Ele tem evitado falar com esses caciques por que ainda avalia os cenários. Hoje, sua maior preocupação é com a saúde da capital amazonense. Os reflexos dessa pandemia que castigou Manaus, ainda devem perdurar por muito tempo. Por isso, é preciso um grande plano de gestão e experiência para a ajudar a cidade. Esse é um dos fatores avaliados por ele’’, revelou a fonte à coluna.

Segundo apoiadores, Amazonino Mendes reconquistou o apoio do eleitorado de Manaus, por isso, tem sido assediado até por que o criticava no passado. “Ele tem toda serenidade e experiência adquirida em décadas de vida pública. Claro,  se for candidato, vai avaliar cada apoio. Mas de fato, nesse momento, não há nada concreto. Não há alianças, não há acordos, não há apoios nem conversas”, concluiu um de seus correligionários.

O ex-governador publicou recentemente postagem nas redes sociais falando sobre o adiamento do Festival de Parintins. Essas postagens, alinhadas aos assuntos do momento, devem ser mais constantes a partir dos próximos dias.

A partir da próxima semana, institutos de pesquisas devem publicar novos levantamentos. A expectativa do eleitorado de Amazonino é de que ele permaneça na frente.

 


Calendário eleitoral



As eleições desse ano devem acontecer em novembro, ao menos é o que propõe o congresso nacional. Pelo calendário proposto, as convenções partidárias acontecem de 31 de agosto a 16 de setembro.

Os registros de candidaturas de candidatos a prefeito e candidatos a vereador,  devem acontecer até dia 26 de setembro. Um dia depois, dia 27, começa a propaganda eleitoral na internet. 

O primeiro turno deverá ser dia 22 de novembro e o segundo turno dia 29 de novembro. O prazo final para prestação de contas termina no dia 15 de dezembro. A diplomação dos eleitos está prevista para 18 de dezembro. A posse dos eleitos será dia 1º de janeiro de 2021.

A proposta que alterou a data das eleições desse ano de outubro para novembro, foi aprovada em dois tunos no Senado. E agora espera votação na Câmara dos Deputados.
Link
Mário Marinho

Mário Marinho

Coluna do Mário Marinho traz os bastidores da política e fatos importantes do Amazonas.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Portal M2 News
Envie NOTÍCIAS e receba as principais notícias publicadas no Portal M2 News em seu WhatsApp. SERVIÇO 100% GRATUITO!