28/08/2020 às 08h00min - Atualizada em 28/08/2020 às 08h00min

O Tabuleiro está na mesa

Orsine Júnior é o terceiro entrevistado da Coluna. Ele lançou sua pré-campanha à prefeitura de Manaus na última quinta-feira (27/08)

Mário Marinho
mariomarinho@m2news.com.br
Fotomontagem: M2 News
A partir da próxima segunda-feira (31/08) os partidos já podem começar a lançar suas candidaturas oficiais para prefeitura de Manaus e para à Câmara Municipal de Manaus (CMM). A data marca o início das convenções partidárias, que seguem até o dia 16 de setembro. Mas enquanto essa segunda-feira emocionante não chega, nós vamos por aqui contando tudo que está se desenhando. Sei bem que no Amazonas até boi voa, né? Tudo pode mudar até o apito final, ou seja, 23h59 do dia 16 de setembro.

Quem veio parar no Tabuleiro Baré de hoje foi o mais novo pré-candidato à prefeito de Manaus, Orsine Júnior (PMN) que chega para engrossar o caldo que já tem catorze nomes que querem sentar na cadeira de Arthur Neto (PSDB). Orsine é nosso terceiro entrevistado e na conversa com a coluna ele falou sobre projetos para Manaus, e negou atrito, briga ou confusão com Amazonino Mendes (Podemos).

Obrigado pela companhia de hoje, vamos então à coluna do dia.


Orsine e o PMN entram na pré-campanha
Depois de muito burburinho, algumas incertezas e por que não dizer ‘dúvidas’ de algumas pessoas, Orsine Júnior, presidente do PMN no Amazonas, se lançou pré-candidato à prefeitura de Manaus na última quinta-feira (26/07). Foi em um encontro com membros do partido, na sede da legenda, no bairro Adrianópolis. O nome de Orsine era considerado dúvida entre os apoiadores do ex-governador Amazonino Mendes (Podemos) por que o empresário sempre foi um dos principais nomes mais próximos ao “Negão”.
Orsine concedeu entrevista à coluna horas depois do lançamento oficial do seu nome. Foi uma conversa franca e direta e Orsine não deixou nenhum questionamento sem resposta.


O  Lançamento


Questionado por que o partido, até então, supostamente alinhado com o ex-governador Amazonino Mendes, decidiu ter nome próprio para disputa de novembro, Orsine afirmou que o projeto da legenda sempre foi lançar um programa para Manaus. “Eu não sou candidato de mim mesmo, sou candidato do grupo, humilde, mas forte e coeso, que é o PMN. O partido sentiu confiança e achou que poderia resultar em algo melhor, para Manaus e para o partido. O nome escolhido foi o meu e eu humildemente aceitei”, disse Orsine. 


Pré-candidatos à CMM e Amazonino Mendes

Questionamos Orsine Júnior sobre as informações de bastidores que dão conta de que muitos pré-candidatos a vereador pelo PMN não teriam gostado do “racha” com o ex-governador Amazonino. Fontes da coluna afirmaram que os postulantes acreditavam, até então, que marchariam em uma coligação com o Podemos de Amazonino, o que não deve acontecer. “Se as pessoas acreditavam que esse era o discurso usado para cooptar os pré-candidatos a vereador, elas estavam enganadas. Eu sempre deixei muito claro que nós (Amazonino) estávamos próximos, mas não tinha aliança definida por conta da conjuntura política. Eu ainda não vi nenhuma declaração do Amazonino, formalmente, dizendo que é pré-candidato à prefeitura de Manaus. Ele até agora não abriu a boca para dizer isso. Então, eu não fiz esse pecado, não falaria para alguém se filiar ao PMN por que estávamos com o Amazonino”, afirmou Orsine.

Proximidade

Ainda sobre a pergunta anterior, Orsine afirmou que o partido pretende lançar 62 nomes para concorrer ao cargo de vereador, alguns desses nomes, justifica o pré-candidato, não são ligados ao Amazonino, o que descontruiria a informação de que muitos filiados ao PMN foram para a legenda por ligações com o ex-governador. “O Eloi Abreu (pré-candidato a vereador) não é do grupo do Amazonino e veio pra cá. O Cláudio Proença é da base aliada do Arthur Neto, não é Amazonino. Nós cooptamos vereadores que se interessaram pelo projeto de futuro de partido, como Dudu Monteiro de Paula e Edilson Gurgel, todos são nomes fortes”, disse.

A coluna então questionou pelo nome de Francisco Jornada, atual vice-presidente do PMN, que sempre foi ligado ao ex-governador. “O vice-presidente Jornada é muito ligado ao Amazonino, mas agora ele é PMN. Partido a gente escolhe. Ele também, assim como os outros, foi favorável a nossa candidatura própria. Então, eu acredito, que se ele tinha alguma ligação política com o grupo do senhor Amazonino, ele agora vai ter a ligação política no PMN com a gente”, afirmou Orsine.

Sem briga 

Segundo Orsine Júnior não houve nenhum tipo de atrito com Amazonino Mendes como ficou subentendido com o anúncio de seu nome nessa pré-disputa.  “Eu tenho um projeto político, e nós estamos colocando nosso projeto para a sociedade. Parece que ninguém pode ter um projeto para Manaus, parece que só pode ser o que alguém quer e não é bem assim. Eu respeito muito todos os projetos e todos os candidatos, porém, acredito e respeito no projeto do PMN”, ponderou.

Mote para disputa

“Temos ideias simples e funcionais para melhorar Manaus. Nosso mote é trabalho, trabalho e trabalho. Isso por que vai dá trabalho após o fim dessa pandemia para conseguirmos bons recursos para alavancar a economia de Manaus. Mas temos bons projetos para movimentar a geração de emprego e renda e melhorar a qualidade de vida e mobilidade urbana de Manaus”, adiantou.

Transporte e Mobilidade Urbana

“Vamos fazer a integração de todo sistema de transporte coletivo, executivo e alternativo, além da melhoria da bilhetagem e criar condições de abastecimento de terminais. A proposta é colocar ônibus circulando nos bairros, levando passageiros para terminais coletores onde se faz uma integração com um ônibus que vai ao Centro.”, adiantou.


Faixa Azul

“A faixa azul pode ser utilizada, desde que você não esprema o trânsito. Hoje Manaus tem duas faixas azuis. Uma pintada (de azul) e outra na direita, ou seja, com ônibus dos dois lados e os demais carros entre essas duas linhas. Não dá certo”, disse.

Semáforos inteligentes

“A cidade precisa de semáforos inteligentes que passam dá fluidez ao trânsito nos horários de pico. Não dá mais pra ter uma sinal de quatro tempos o dia todo. É preciso alinhar isso com tecnologia”, afirmou Orsine
 
Governo Arthur


“Eu acho que tem que avaliar o mandato do atual prefeito é o povo. Agora, eu vejo em toda estrutura da prefeitura vontade de fazer. O povo não quer mais saber o que a gente acha de A ou B. O povo quer saber quais são nossas propostas para resolver o que precisa ser resolvido”, disse.

Por que ser prefeito de Manaus?

“Manaus está precisando e experiência de gestão empresarial no serviço público, carinho e amor pela cidade. Eu descobri que com trabalho, quando se quer trabalhar o poder público pode fazer muito. Eu estou com vontade de assumir a prefeitura da cidade para melhorar a qualidade de vida com muito trabalho!”, disse.

Quem é Orsine Júnior?

“Orsine Júnior é um cara que começou a trabalhar desde novo, passou pela iniciativa privada e pública, que quer usar todo seu conhecimento para usar em prol da cidade, que quer empreender em Manaus e trabalhar pela cidade”, concluiu Orsine Júnior.


David de olho no voto feminino

Segundo pré-candidato mais lembrado nas últimas pesquisas, David Almeida (Avante) lançou o “Arena Mulher Avante”, um encontro com mulheres que mostram o que esperam de uma provável gestão para projetos de empoderamento das mulheres. Lembro sempre que há anos o voto feminino faz a diferença nas eleições.



Romero Reis e seu vice
O empresário Eduardo Costas (Novo) foi anunciado como pré-candidato à seu vice-prefeito de Romero Reis (Novo). A chapa puro-sangue quer mesclar experiência e juventude para tentar emplacar uma ida ao segundo-turno das eleições. Lives, cards e vídeos têm sido publicados com mais intensidade nas redes sociais de ambos. Esses dias teve até uma união do poema “Os estatutos do homem”, do poeta Thiago de Mello, com a oração de São Francisco. Eu confesso que ainda estou tentando entender onde se encaixa no processo de conquista de votos, uma hora eu compreendo. (Veja o vídeo abaixo)




Parintins e sua reviravolta


A então pré-candidata do PSC à prefeitura de Parintins, vereadora Nega Alencar, decidiu abrir mão da cabeça de chapa para sair como vice de Juscelino Manso (PSB). Além disso, outros partidos de esquerda como o PT, além do deputado estadual Saulo Viana (PTB) já marcharam para compor a chapa que vai tentar tirar o atual prefeito Bi Garcia (PSD) do atual cargo de prefeito.
 
Curtir Não Curtir
Eu não apertei o botão curtir para as imagens do PM lá de Fortal
eza, destino certo dos amazonenses que adoram uma praia durante as férias, chutando o carro de frutas e verduras de um trabalhador. Nessas hora a gente percebe que a pandemia e a quarentena não serviram para mudar as atitudes de muita gente. Enquanto muitos que roubam, furtam e agridem seguem soltos por aí, o PM (que já foi afastado) resolveu encarnar com vendedor. Lamentável!


Eu apertei o botão curti para a Polícia Civil e Militar do Amazonas e a Base Anzol que estão lá em Coari. Os ‘piratas dos rios’ que por anos aterrorizavam donos e passageiros de embarcações estão dando de cara com o braço forte da segurança. Em uma dessas ações um dos acusados de assassinar a turista britânica Emma Kelty, morta enquanto navegava os rios do Amazonas em um caiaque em 2017, acabou sendo identificado e morto em um confronto. Não que a morte de alguém tenha que ser comemorada, mas ao menos a família lá na terra da rainha Elizabeth II deve estar mais aliviada.



Até segunda-feira!!
 
Link
Tabuleiro Baré

Tabuleiro Baré

Coluna Política do M2 News com os bastidores da política e fatos importantes do Amazonas.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Portal M2 News
Envie NOTÍCIAS e receba as principais notícias publicadas no Portal M2 News em seu WhatsApp. SERVIÇO 100% GRATUITO!