MENU

03/07/2017 às 17h49min - Atualizada em 03/07/2017 às 17h49min

Mitos e verdades sobre as dietas da moda. A importância do acompanhamento médico

Fabian Araújo foi em busca de respostas sobre o crescimento da obesidade

Fabian Araújo - M2 News

De acordo com o Ministério da Saúde, em um artigo publicado no dia 17/04/17, "Obesidade cresce 60% em dez anos no Brasil”, entre 2006 e 2016 o índice de brasileiros com a doença passou de 11,8% para 18,9%. Diabetes e hipertensão também cresceram. Com isso a tendência é acontecer ainda mais uma explosão de doenças com grandes impactos na saúde púbica.
Hoje em dia nós vivemos a cultura de buscar benefícios através da alimentação, sempre pensando no bem estar pessoal. Mas o que nos leva a querer nos sentir bem?
Estilo de vida (uma atividade física), sono adequado, alimentação são fundamentais. A orientação médica é o melhor caminho a seguir.  Por isso, para escrever a coluna dessa semana eu conversei com o nutrólogo Thales Stein Schincariol, um dos maiores especialistas sobre o assunto aqui no Amazonas.
Antes de contar como foi essa conversa é bom esclarecermos uma dúvida.
 
Qual a diferença entre o nutricionista e o nutrólogo?
 
São dois profissionais bem distintos, mas as somatórias dos profissionais somente beneficiam o paciente. O nutrólogo tem como função diagnosticar possíveis doenças relacionadas a alimentação e calcular quais são as proporções dos alimentos ao longo da sua dieta para um alvo especifico. O nutricionista usa esses valores para distribuir sobre a dieta do paciente, mediante ao estilo de vida, ou seja, um complementa o outro.


 Thales Stein Schincariol é Clínico Geral, Pós-graduado em Nutrologia e 
Ciência do Envelhecimento Humano -  Foto: Arquivo Pessoal



Obesidade e redução de peso. Como começar um tratamento? Dietas da Moda
 
O primeiro momento para o sucesso do tratamento, as pessoas precisam estar predispostas a passar por mudanças. O paciente precisa querer o tratamento.
O interessante é começar a criar bons hábitos, sempre ter consciência do que você vai se alimentar e o que esse alimento vai fazer dentro do seu corpo. Devemos fazer uma combinação do alimento dentro daquilo que nós gostamos, do que é bom e saudável.
É importante ressaltar que as dietas da moda, que estão on line em redes sociais e na internet são grandes armadilhas. Afinal, essas dietas sem orientação têm que objetivo? Perder peso? Ganhar massa?
90% das vezes os pacientes estão errando no que se alimentam, por isso, a visita ao nutrólogo é fundamental para mostrar e ensinar o que é satisfatório para o paciente. 
 
Ficar doente não é bom sinal. Segundo Thales, se você está doente o seu corpo perdeu a capacidade de se auto regular. As individualidades de comer algo errado e ter uma vida sedentária acaba aumentando o índice inflamatório. Consequentemente começando devagar o processo de "autoconsumo e destruição".
 
Hoje em dia muitos pensam como vão estar daqui a 20 anos, por isso, cresce a vontade de uma vida saudável. Não queremos sofrer nenhum tipo de infarto, câncer, diabetes e muito mais. Queremos melhorar a mente, o perfil físico, a alimentação e principalmente melhorar as relações interpessoais. 
Não há possiblidade de uma pessoa comendo mal, dormindo mal e sem fazer atividades, estar bem. Pequenas mudanças acabam gerando grandes mudanças.
Thales me explicou que para o protocolo de atendimento com o nutrólogo,  uma bateria de exames que são divididos em relação a idade, tipo físico e doenças preexistentes, é solicitada do paciente. "Se o paciente possui alguma doença preexistente,  é necessária uma avaliação prévia do seu médico. É fundamental essa interação entre os profissionais" , disseThales Stein Schincariol.

O próximo passo é uma anamnese (uma série de perguntas) de quais são os hábitos, projeto de vida e no final uma equação dos pontos fundamentais que o paciente quer mudar, e se o que ele gostar pode ser encaixado naquele projeto.

"Existem protocolos que o paciente consegue perder peso sem fazer exercício físico, porem, aquilo é uma fase. Pois, o organismo se acostuma e provavelmente haja o reganho de peso. Se olharmos somente para a balança e não para constituição corporal o paciente perde peso sim, mas não perde o ideal, que é a gordura e não músculo" , explicou Thales.


Fazer uma combinação de alimentos e mudar hábitos é fundamental.


Atividade física 

A atividade física é de suma importância, pois quando você está em um processo de emagrecimento, o organismo entende que é preciso transformar gordura em energia para nutrir o músculo. Portando a dieta associada com o exercício físico é o ideal.  Somente com a dieta você perde primeiro o músculo e posteriormente a gordura.
A reeducação alimentar é feita com a interpretação do profissional sobre o que o paciente relata para ele. Buscando sempre alimentos que sejam substituídos por outros mais saudáveis que acabam saciando o paciente da mesma forma.
Existe uma tendência mundial que as pessoas têm procurado cada vez mais profissionais para ter um estilo de vida mais saudável.


Somente com a dieta você perde primeiro o músculo e posteriormente a gordura.


Essa especialidade também é indicada para atletas profissionais e amadores juntamente com o nutricionista. É ideal que a partir da alimentação correta o atleta acabe ganhando uma performance muito maior. As suplementações são meios muito benéficos para os atletas.
Olhe para o seu corpo e tenha certeza que você pode fazer muito mais como  intelectual, físico e profissional , mediante a hábitos saudáveis. E tente sempre buscar o melhor.  Até a próxima.


Para entrar em contato com o nutrólogo entrevistado nessa reportagem ligue para seu consultório, os números são (92) 98176-1111 e 3304-4396


Sobre o autor: 
Fabian Araújo é Cirurgião Dentista, futuro Odontopediatra e Ortodontista, participa de projetos sociais, reside e atua em Manaus - AM.



 

Link
Tags »
Relacionadas »
Comentários »