11/07/2020 às 12h50min - Atualizada em 11/07/2020 às 12h50min

Hamilton é pole no meio de tempestade; Leclerc vai largar em 11º

Redação M2
Julianne Cerasoli - UOL
Lewis Hamilton, da Mercedes, participa sob chuva de treino classificatório para o GP da Estíria de Fórmula 1. Foto: Mark Thompson/REUTERS
Em um treino classificatório que demorou 46 minutos para começar devido à forte chuva que caiu desde a manhã na Áustria, Lewis Hamilton se deu melhor e vai sair na frente no GP da Estíria, disputado no Red Bull Ring. Ele marcou 1min19s702. Max Verstappen sai em segundo e Carlos Sainz e terceiro, na corrida que tem largada às 10h10 da manhã pelo horário de Brasília. Apesar de toda a água que caiu no circuito neste sábado, a previsão é de tempo seco para o domingo.

A F1 chegou a cogitar transferir a classificação para a manhã de domingo na Áustria, mas a água deu uma trégua e os pilotos puderam fazer o classificatório, ainda que com o asfalto oferecendo pouca aderência e com bastante spray saindo dos carros, dificultando a visibilidade. Um grande destaque da classificação foi George Russell, 12º com a Williams, enquanto Charles Leclerc ficou pelo caminho com a Ferrari e larga apenas em 11º. É a segunda vez seguida que um dos carros da Scuderia não passa para o Q3. E a situação pode piorar, já que Leclerc foi chamado aos comissários para se explicar por ter atrapalhado Daniil Kvyat no Q2.

Na primeira parte do classificatório, com a pista bastante molhada, alguns pilotos chegaram a ir para a brita, como Romain Grosjean, da Haas, mas o francês conseguiu se manter na sessão. Nicholas Latifi, da Williams, também saiu da pista, e Alex Albon, da Red Bull, rodou.

E com pouco mais de um minuto para a final da sessão, Antonio Giovinazzi foi o primeiro a tocar no muro e, algumas curvas depois, bateu novamente e ficou pelo caminho. O italiano acabou sendo um dos cinco pilotos eliminados junto com seu companheiro de Alfa Romeo, Kimi Raikkonen, Latifi, Grosjean e Sergio Perez, da Racing Point, que tinha ficado praticamente todo o tempo no top 3 nos treinos livres. O mexicano estava fazendo uma volta rápida quando Giovinazzi bateu, gerando primeiro uma bandeira amarela localizada e, depois a bandeira vermelha que encerrou a primeira parte do classificatório. Na ponta, dois especialistas em pista molhada, Lewis Hamilton e Max Verstappen, travavam duelo particular, enquanto George Russell conseguia colocar a fraca Williams em 12º lugar.

Verstappen fez uma volta excelente no início da segunda parte da classificação, em que é definido quem segue para a pista no top 10, e colocou mais de meio segundo em Hamilton, que em seguida conseguiu melhorar e ficou a menos de três décimos do holandês.

Um pouco mais atrás, tendo de forçar o ritmo para conseguir entrar no top 10, já que o carro não vem tendo um grande desempenho, as Ferrari claramente tinham dificuldade. Vettel chegou a sair da pista e Leclerc se envolveu em um incidente com Daniil Kvyat que será investigado após a sessão. Não ficou claro pelas imagens o que aconteceu entre os dois.

No final, o monegasco acabou sendo eliminado, ao contrário do que aconteceu na etapa passada, quando foi Vettel quem não passou para o Q3. Desta vez, os dois ficaram separados por 83 milésimos no Q2, mas isso significou que Leclerc vai largar em 11º e Vettel seguiu no classificatório para disputar o top 10.

Além de Leclerc, ficaram no Q2 George Russell, um dos grandes destaques do classificatório ao colocar a Williams em 12º, Lance Stroll, que decepcionou com a Racing Point, Daniil Kvyat, da AlphaTauri, que errou na última tentativa e deu uma escapada, e Kevin Magnussen, da Haas.

Os pilotos foram para a pista no Q3 percebendo muitas poças de água na pista, fato que Lewis Hamilton comentou pelo rádio com a equipe. De fato, as condições pioraram e primeiros tempos foram 1 segundo mais lentos que no Q2. Conforme os carros andaram, os pilotos melhoraram o desempenho.

O primeiro lugar mudou de mãos entre Hamilton, Bottas e Verstappen. Com os tempos baixando a última volta dos três pilotos candidatos a pole position foi acompanhada com atenção. Mas o atual campeão mostrou porque é considerado o melhor piloto da atualidade e ficou em primeiro.


Classificação do GP da Estíria

1º Lewis Hamilton - Mercedes - 1min19s273
2º Max Verstappen - Red Bull - 1min20s489
3 º Carlos Sainz - McLaren - 1min20s671
4 º Valtteri Bottas - Mercedes - 1min20s701
5 º Esteban Ocon - Renault - 1min20s922
6 º Alex Albon - Red Bull - 1min20s925
7 º Pierre Gasly - AlphaTauri - 1min21s011
8 º Daniel Ricciardo - Renault - 1min21s028
9 º Lando Norris* - McLaren - 1min21s192
10 º Sebastian Vettel - Ferrari - 1min21s651

Q2
11º Charles Leclerc - Ferrari - 1min19s628
12 º George Russell - Williams - 1min19s636
13 º Lance Stroll - Racing Point - 1min19s645
14 º Daniil Kvyat - AlphaTauri - 1min19s717
15 º Kevin Magnussen - Haas - 1min20s211

Q1
16 º Kimi Raikkonen - Alfa Romeo - 1min21s372
17 º Sergio Perez - Racing Point - 1min21s607
18 º Nicholas Lafiti - Williams - 1min21s759
19 º Antionio Giovinazzi - Alfa Romeo - 1min21s831
20 º Romain Grosjean - Haas - sem tempo
* Norris perde 3 posições no grid por não ter respeitado bandeira amarela no primeiro treino livre
 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Portal M2 News
Envie NOTÍCIAS e receba as principais notícias publicadas no Portal M2 News em seu WhatsApp. SERVIÇO 100% GRATUITO!