28/07/2020 às 21h57min - Atualizada em 28/07/2020 às 21h57min

Com pauta trancada projeto que pede adicional de 20% para servidores da saúde está parado na Aleam, diz Alessandra Campêlo

Redação M2
Deputada Alessandra Campêlo (MDB) . Foto: Reprodução
A deputada Alessandra Campêlo (MDB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) nesta terça-feira (28/07) para pedir o destrancamento da pauta da Casa, que impede a tramitação do projeto de lei de sua autoria que pede o acréscimo  de  20% de insalubridade aos salários de servidores da Saúde e Segurança, lotados no governo do Amazonas, como forma de compensação pela exposição direta ao combate ao Covid-19.

"Hoje, fui novamente à tribuna para pedir o destrancamento da pauta de votação da Casa para a apreciação de projetos em tramitação. Entre eles, está o PL que garante 20% de insalubridade sobre o salário-base de servidores da área da Saúde e Segurança Pública que estão atuando na linha de frente do combate ao novo coronavírus durante o período entre o início da pandemia e o retorno às atividades, no dia 20 de julho.", explicou Alessadra.

Pela proposta apresentada pela deputada o  porcentual será calculado sobre o valor do salário-base desses profissionais, parcelado em 12 meses. Segundo a parlamentar, o trancamento da pauta, que na prática impede a tramitação de novos projetos e assuntos, impede que sua sugestão avance pelas comissões da Casa até retornar ao plenário para votação e final e, posteriormente, seguir para sanção do governador Wilson Lima (PSC).

"Essa não é a primeira vez que peço o destrancamento da pauta. Na última semana, discursei, também na tribuna, sobre a urgência de dar andamento à deliberação de projetos que já tramitam na Aleam.", pontuou. 

"Esse porcentual é muito importante para esses trabalhadores, de quem tenho recebido o apelo para que seja votado com urgência. É uma forma de reconhecermos o trabalho e a dedicação desses profissionais que durante a pandemia que estamos vivendo, arriscaram suas vidas para proteger e salvar as nossas.", concluiu Alessandra Campêllo.




Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale com a gente
Portal M2 News
Envie NOTÍCIAS e receba as principais notícias publicadas no Portal M2 News em seu WhatsApp. SERVIÇO 100% GRATUITO!