13/09/2020 às 14h48min - Atualizada em 13/09/2020 às 14h48min

Em um mês, Base Arpão gerou prejuízo de mais de R$ 4,2 milhões ao crime organizado

Redação M2
Foto: Divulgação
Lançada pelo governador Wilson Lima para combater o narcotráfico, a pirataria e os crimes ambientais na região do Rio Solimões, a Base Fluvial Arpão completa seu primeiro mês de atuação em Coari (a 363 quilômetros de Manaus). Nesse período, os policiais prenderam 27 infratores e três adolescentes e efetuaram apreensões de entorpecentes e crimes ambientais que totalizam prejuízo de mais de R$ 4,2 milhões ao crime organizado.

Durante as ações, foram retirados das mãos de traficantes mais de 200 quilos de entorpecentes entre maconha e cocaína e apreendidos mais de 8,3 toneladas de carnes de caça de animais ameaçados de extinção e protegidos por lei, como o pirarucu e jacaré. Além disso, foram apreendidos 50 ovos de tracajá e cinco quelônios. Foram aplicadas R$ 676 mil em multas por crimes ambientais.

Projeto inédito criado pela Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), a base conta com um efetivo de policiais civis entre delegados, investigadores e escrivães, militares dos batalhões especializados da Polícia Militar do Amazonas, Polícia Federal, perícia criminal, Corpo de Bombeiros, Força Nacional e servidores do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Segundo o secretário de segurança pública, coronel Louismar Bonates, nos primeiros 30 dias, a base Arpão conseguiu dar um duro golpe no crime organizado, levando segurança aos ribeirinhos e moradores dos municípios do alto Solimões.

“Os resultados estão sendo excelentes, com prejuízo para o crime, armas apreendidas, drogas e pessoas presas. A população de Coari e de todo o Amazonas está sendo beneficiada com esse combate ao narcotráfico”, afirmou.

De acordo com o comandante da operação em agosto, major Marcelo Cruz, as revistas e abordagens utilizam cães farejadores, que são especialistas em faro de narcóticos, além de mergulhadores que verificam o casco das embarcações. “Nós fazemos a revista em toda a embarcação, incluindo porões e todos os passageiros. A gente verifica as cargas, enquanto o cão passa nas bagagens. Temos os mergulhadores que vão por baixo da embarcação verificar se tem alguma coisa ilícita, se foi colocado algo ali”, informou.

A equipe precursora da operação realizou um trabalho intenso que mostrou resultados de forma rápida, segundo o major. “O resultado foi bastante positivo, fizemos bastantes apreensões e a população, quando nos vê, quando vê a base, tem esse retorno positivo. Os moradores agradecem e dizem que a situação melhorou muito no médio Solimões”, disse Cruz.

Para o comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar de Coari (BPM), tenente-coronel Pedro Moreira, o policiamento especializado da Base Arpão resulta em uma ação mais assertiva contra a criminalidade.

“A presença aqui da Base Arpão vai nos ajudar no combate ao tráfico de drogas na cidade. Eu tenho visitado diversas comunidades e é nítida a sensação de segurança que os ribeirinhos demonstram, inclusive com tranquilidade de navegar à noite, o que era uma situação muito difícil para eles, pois não sabiam se iriam voltar para casa. Hoje eles já comentam que podem transitar à noite, que podem sair para pescar”, explicou.

Integração – Criada pela SSP-AM, a base Arpão atua de forma integrada com efetivos das Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Federal, Força Nacional, Secretaria de Operações Integradas (SEOPI), do Ministério da Justiça e Segurança Pública e Ibama.

A ação ocorre em conjunto com a Operação “Hórus”, um dos eixos do Programa Nacional de Segurança de Fronteiras e Divisas (Vigia), do Ministério da Justiça.

A população pode contribuir com as ações através de denúncias anônimas ao 181, o disque-denúncia da SSP-AM. O serviço funciona 24 horas por dia em todo o estado…

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale com a gente
Portal M2 News
Envie NOTÍCIAS e receba as principais notícias publicadas no Portal M2 News em seu WhatsApp. SERVIÇO 100% GRATUITO!