30/09/2020 às 16h52min - Atualizada em 30/09/2020 às 16h52min

Na CDLM, Romero Reis apresenta propostas para modernizar Manaus

Redação M2
Foto: Divulgação


O candidato Romero Reis (partido NOVO), da chapa Manaus tem Pressa, apresentou na seus projetos voltados para a economia e desenvolvimento da cidade, durante almoço com os empresários de Manaus, realizado no auditório da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus (CDLM), na Chapada, Zona Centro-Sul.

Redução da burocracia, gestão eficiente e modernização tecnológica são a base da plataforma de governo de Romero, que deseja inserir Manaus entre as 10 melhores cidades para se trabalhar e viver no Brasil. Manaus detém uma população de 2.219.580 milhões de habitantes e é considerada a 7a. cidade mais populosa do Brasil.

Romero Reis falou com muita convicção para o público empresarial sobre soluções para a cidade a partir de participação de Parcerias Público Privadas (PPP), entre os quais o Manaus Cidade Inteligente; o Vale-creche; as Estações Hidroviárias para trazer o modal de transporte hidroviário; e a revitalização da orla do Puraquequara, batizada de Ponta Branca.

“Temos que urbanizar aquela obra, fazer um paisagismo tropical e criar um novo vetor de desenvolvimento da cidade, que hoje está concentrado na Zona Oeste e depois da Ponte do Rio Negro. Mas primeiro, temos que fazer chegar a infraestrutura nessa área, para que ela possa se desenvolver”, respondeu Romero.

Outro vetor de desenvolvimento elencado por Romero é o turismo, a fim de tornar Manaus um destino turístico internacional aproveitando as potencialidades vocacionais da floresta amazônica.

“O empresário é quem gera emprego. Não podemos demonizar o lucro e a iniciativa privada.  A burocracia é inimiga dos negócios”, ressaltou Romero.

Ele reforçou seu desejo em fazer uma gestão eficiente à frente da Prefeitura de Manaus e assinou o termo de compromisso de suas proposta perante os empresários.

“Eu sou um ser humano normal com defeitos. Mas eu sou cristão. Se eu receber um centavo de dinheiro público indevido, eu quero que Deus tire a minha vida. O trabalho dignifica o homem e nos dá valor e esse é o nosso compromisso”, destacou Romero.

Feedback

O trabalho foi elogiado pelo presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Amazonas (FCDL-AM), a FCDL, Ezra Azury Benzion Manoa. “Até o momento, não vi nenhum candidato que viesse com propostas proativas. Nesse ponto, você subiu mais no meu conceito. Dois projetos me chamaram bastante atenção, como a Ponta Branca e o Vaporeto (estações hidroviárias”, disse.

Em sua fala, o vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do AMazonas (Fieam) Nelson Azevedo, também elogiou o plano de governo de Romero Reis. “É a primeira vez é que vejo uma coisa com inovação que no o que todo mundo costuma repetir. Os temas são os mesmos, mas com outro enfoque e denominação. Sugiro chegar às massas esses projetos. É um discurso bem diferente que vai ao encontro dos nossos anseios”, observou.

“Nós merecemos uma chance que depende de cada um que está sentado aqui. Não defenda candidato por amizade que não vai resolver os graves da cidade. O que vai resolver é trabalho sério com comprometimento e muito trabalho de boa fé”, acrescentou Romero.

O presidente do grupo TV Lar, Antônio Azevedo, parabenizou a candidatura de Romero e o aconselhou sobre os desafios da vida pública. “Queria testemunhar uma conversa que tive com ele e disse na ocasião que ele era um empresário de sucesso e não precisa disso. Mas ele me convenceu que era um desejo idealista seu. Perguntei o que te movia a ser candidato: ele me falou que estava ali para servir e usou uma frase do meu velho pai: ‘quem não vive para servir, não serve para viver’. No entanto, estamos vivendo uma nova fase, temos ameaças muito grandes, não temos liderança que nos leve a sair dessas ameaças, temos muito grande do estado. E aparecem muitos salvadores de fora para oferecer alternativas a essas ameaças”.

Hoje, Manaus ocupa o 8° lugar entre as cidades mais ricas do Brasil, com o PIB per capita de 34.362,71. Mas já esteve no 6° lugar no passado. No entanto, em Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), a capital amazonense está com o 870º lugar ( 0,737), entre os 5.570 municípios brasileiros, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Desafios atuais

O presidente da CDLM, Ralph Assayag, se mostrou insatisfeito com a atual administração da cidade e elencou uma série de soluções que precisam ser adotadas para o bem da atividade comercial local. Entre os quais a revitalização do Centro de Manaus; a ordenação da orla portuária do rio Negro no Centro; a retirada dos camelôs das ruas; a implantação de semáforos inteligentes; a criação de retornos nas principais avenidas; e o ordenamento dos ônibus na faixa azul para organizar o trânsito. “É necessário ouvir a sociedade organizada”, disse. 

Ao final foi exibido um vídeo com a participação de vários comerciantes sobre os prejuízos causados pelo fechamento do comércio em função da epidemia do coronavírus e a aplicação de multas pesadas ao setor produtivo que já enfrenta outros desafios, como a alta de insumos e a restrição de horário de funcionamento.


Romero ressaltou que é contra o lockdown neste momento, como sugeriu esta semana o prefeito Arthur VIrgílio Neto. “Eu sou a favor da vida. Por essa razão, ter distanciamento social, usar máscaras e higienizar com álcool em gel são coisas completamente prudentes a serem feitas. Lockdown não é o caso. O que precisamos é enfrentar com coragem esse vírus, porque sem trabalho, sem venda, sem produção, não tem solução. Manaus já tem milhares de desempregados. O que precisamos é incentivar o trabalho, mas de forma ordenada, responsável e segura”, disse.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Portal M2 News
Envie NOTÍCIAS e receba as principais notícias publicadas no Portal M2 News em seu WhatsApp. SERVIÇO 100% GRATUITO!