27/05/2021 às 15h41min - Atualizada em 27/05/2021 às 15h50min

Presidente Roberto Cidade lidera reunião com representantes de madeireiras do Sul do Amazonas

Redação M2 News
Foto: Evandro Seixas:
Licenciamento ambiental e a regularização fundiária foram as principais reclamações trazidas pela Sociedade Organizada do Sul do Amazonas à Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), em reunião realizada na tarde dessa quarta-feira, 26, com o presidente da Casa, deputado Roberto Cidade (PV), o deputado Federal Sidney Leite (PSD), a vereadora de Manicoré Adrienne Cidade (PSC) e os deputados estaduais Angelus Figueira (MDB), Cabo Maciel (PL), Delegado Péricles (PSL) e Tony Medeiros (PSD).

Ao ouvir os representantes do Sul do Amazonas, o presidente Roberto Cidade falou da necessidade em dar celeridade na busca de resolver os entraves ambientais e fundiários, através de um grupo de trabalho com as assessorias jurídicas, da Casa Legislativa e dos deputados presentes na reunião, a fim de garantir o retorno das atividades e o crescimento do setor na região.

“É imprescindível e urgente que façamos algo para resolver essa situação. Esses entraves estão afetando diretamente a vida da população daquela região, uma vez em que, com a falta da regularização os empregadores estão liberando os trabalhadores e consequentemente às famílias estão sem ter o que comer em casa”, pontuou.

A vereadora Adrienne Cidade (PSC), representante da Câmara Municipal de Manicoré, pediu ajuda aos parlamentares para que os produtores voltem a desempenhar suas atividades na região, bem como, voltem a gerar emprego e renda.

“O que eles querem é trabalhar na legalidade e por isso, estamos aqui, pedindo socorro para que o setor madeireiro e florestal possa voltar a trabalhar e gerar emprego às famílias do Sul do Amazonas”, disse a vereadora.

A vereadora esteve na Assembleia Legislativa com uma Comitiva em abril trazendo o assunto. Na ocasião o Presidente Roberto Cidade encaminhou o grupo para uma reunião com o diretor-presidente do Ipaam, Juliano Valente, o qual ficou de buscar dar celeridade.        

*Setor Florestal*

O representante do setor florestal madeireiro de Novo Aripuanã, Paulo Alho, falou da importância de serem ouvidos pela Casa Legislativa na luta, uma vez que são mais de mil pessoas atingidas diretamente e duas mil de forma indireta com as barreiras impostas pelos órgãos de controle.

“Nós somos o segundo maior gerador de emprego e renda no município, perdemos por pouco para a prefeitura e essa situação está dificultando a vida de muita gente. No entanto, nós queremos externar nosso reconhecimento ao Presidente Roberto Cidade e seus pares, pelo empenho em prol do tão sonhado e falado desenvolvimento da região sul do Amazonas”, disse.

Ao final, o presidente Roberto Cidade sugeriu a criação de um grupo de trabalho com o setor jurídico da Assembleia Legislativa e dos deputados presentes para dar celeridade à minuta de projeto que será encaminhada ao Governo do Estado.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale com a gente
Portal M2 News
Envie NOTÍCIAS e receba as principais notícias publicadas no Portal M2 News em seu WhatsApp. SERVIÇO 100% GRATUITO!