10/06/2021 às 22h21min - Atualizada em 10/06/2021 às 22h21min

Supremo rejeita ações contra Copa América; decisão permite realização do torneio

G1
Foto: Reprodução/Terra
 

O Supremo Tribunal Federal rejeitou nesta quinta-feira (10) as ações que pediam a suspensão da Copa América. Com isso, ficou confirmada a realização do evento a partir do próximo domingo (13) em quatro sedes (Rio de Janeiro, Goiás, Mato Grosso e Distrito Federal) .

A Copa América seria realizada na Colômbia e na Argentina, mas foi cancelada na Colômbia em razão de protestos no país. Depois, o torneio também foi cancelado na Argentina por causa do avanço da Covid. O Brasil, então, foi escolhido como sede, e a decisão teve o apoio do presidente Jair Bolsonaro. O torneio começa no próximo domingo (13).

O tema foi julgado no plenário virtual do STF, no qual os ministros se manifestam eletronicamente.

As duas ações, apresentadas pelo PSB e pela Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos, tiveram a ministra Cármen Lúcia como relatora.

Relator de uma terceira ação, apresentada pelo PT, o ministro relator, Ricardo Lewandowski, defendeu a apresentação pelo governo, em 24 horas, um plano "compreensivo e circunstanciado acerca das estratégias e ações que está colocando em prática, ou pretende desenvolver, para a realização segura" do evento.

Lewandowski também votou a favor de determinar que os governos do Distrito Federal e dos estados do Rio de Janeiro, Mato Grosso e Goiás, assim como os municípios do Rio de Janeiro, Cuiabá e Goiânia, que pretendem sediar jogos, "divulguem e apresentem ao Supremo Tribunal Federal, em igual prazo, plano semelhante, circunscrito às respectivas esferas de competência".

A realização da competição no Brasil tem sido criticada por especialistas em saúde pública. Isso, porque o país soma 474,6 mil mortes por Covid e 16,9 milhões de casos confirmados da doença. Inicialmente, o governo disse que exigiria que todos os integrantes de todas as delegações estivessem vacinados. Depois, voltou atrás e informou que os atletas serão testados a cada 48 horas.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale com a gente
Portal M2 News
Envie NOTÍCIAS e receba as principais notícias publicadas no Portal M2 News em seu WhatsApp. SERVIÇO 100% GRATUITO!