22/01/2022 às 16h23min - Atualizada em 22/01/2022 às 16h23min

Em Manaus, ministro da saúde Marcelo Queiroga assina renovação de contrato de 108 médicos da rede municipal

Cumprindo agenda na cidade, Marcelo Queiroga também visitou postos de vacinação e de testagem para a Covid-19.

G1
Durante coletiva, Marcelo Queiroga falou sobre a aplicação da vacina Coronavac em crianças. Foto: Reprodução/G1

Cumprindo agenda em Manaus neste sábado (22), o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, assinou a renovação do contrato de 108 médicos da rede de atenção básica de saúde que fazem parte do Programa Federal Mais Médicos.

Com a assinatura, o contrato, que seria encerrado no fim do mês, será prorrogado por mais seis meses. Atualmente, a capital conta com 140 profissionais do programa federal, em atuação nas Unidades Básicas e Saúde (UBSs).

"Sabemos que a região Norte sofreu bastante com a pandemia e agora assinamos essa portaria que fortalece a equipe de médicos da atenção primária. Os casos da variante ômicron são mais leves, então o local de atendimento a ser reforçado é justamente na atenção primária", disse Queiroga.

Durante a manhã deste sábado, o ministro participou de uma solenidade no Centro de Convenções de Manaus (Sambódromo), na zona Centro-Oeste da capital.

Queiroga também esteve em pontos de vacinação e de testagem da capital e falou sobre a importância da aplicação da dose de reforço diante de uma nova variante no Brasil.

Nos últimos dias, o Amazonas registra uma explosão de casos de Covid e superlotação de hospitais da rede pública e privada. Na sexta-feira (21), mais de 8 mil novos casos de Covid e oito óbitos foram registrados no estado.


Liberação da Coronavac para crianças


Em entrevista coletiva, o ministro comentou sobre a autorização da aplicação da vacina Coronavac em crianças. O imunizante foi aprovado nessa semana pela Anvisa.

"A vacinação das crianças já está devidamente autorizada. Agora com a recomendação da Anvisa vamos disponibilizar o segundo imunizante e todos aqueles pais que quiserem vacinar seus filhos as vacinas estarão disponíveis", enfatizou o ministro.

Queiroga também foi questionado sobre o Ministério de Saúde rejeitar portarias com diretrizes da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias ao Sistema Único de Saúde (Conitec) de não usar medicamentos do "kit Covid" para tratamento em pacientes do SUS com Covid-19.

Sobre o assunto, o ministro se limitou a dizer que a decisão foi analisada pelo chefe da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde, Hélio Angotti Neto.

"Essa é uma decisão do secretário de Ciência e Tecnologia. Se houver recursos para o ministro ele se manifestará no tempo adequado", disse.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale com a gente
Portal M2 News
Envie NOTÍCIAS e receba as principais notícias publicadas no Portal M2 News em seu WhatsApp. SERVIÇO 100% GRATUITO!