13/04/2022 às 17h47min - Atualizada em 13/04/2022 às 17h47min

Polícia prende suspeito de abrir fogo no metrô de Nova York

Policiais e agentes de segurança federais e estaduais procuravam o suspeito do atentado Frank James, que foi preso no East Village, em Manhattan.

Reuters
Foto: Reuters

Autoridades prenderam nesta quarta-feira (13) o homem suspeito de detonar bombas de fumaça e atirar em 10 passageiros em um vagão do metrô de Nova York, encerrando uma caçada que renovou os temores de violência no sistema de transporte da cidade.

A polícia de Nova York disse que o suspeito, Frank James, foi preso com a ajuda de dicas de moradores após uma busca de 30 horas.

"Meus colegas nova-iorquinos, nós o pegamos. Nós o pegamos", disse o prefeito Eric Adams em entrevista coletiva. "Vamos proteger as pessoas desta cidade e prender aqueles que acreditam que podem trazer terror aos nova-iorquinos."

Keechant Sewell, comissária de polícia, afirmou na entrevista coletiva que James teve nove prisões anteriores em Nova York e três em Nova Jersey. Se condenado pelas acusações do ataque de terça-feira (12), ele pode pegar prisão perpétua, disseram autoridades.

James, de 62 anos, disparou uma arma semiautomática que mais tarde foi recuperada no local do crime junto com três pentes de munição, um machado, alguns fogos de artifício e um recipiente com gasolina, segundo a polícia.

Uma queixa criminal de 10 páginas apresentada por promotores federais nesta quarta-feira no tribunal distrital do Brooklyn aponta a James uma única acusação: cometer um ataque terrorista ou outro ataque violento contra um sistema de transporte de massa.

Ele deve fazer sua primeira aparição no tribunal na quinta-feira, disse a Procuradoria.

Dos 10 baleados, cinco seguiam em estado grave mas estável nesta quarta-feira. Além destes, 13 outras pessoas ficaram feridas na confusão para fugir do trem cheio de fumaça. O prognóstico é de que todas as vítimas sobrevivam.

James foi detido no bairro de East Village, em Manhattan, depois que ele foi visto por pessoas que o reconheceram de cartazes de procurado e retransmitiram sua localização às autoridades.

Autoridades disseram a repórteres que a investigação continua sobre qual poderia ter sido a motivação de James. O foco estava em parte em várias mensagens de mídia social e vídeos postados pelo suspeito.

O ataque é o mais recente ato de violência a assolar o maior sistema de transporte metropolitano dos Estados Unidos.

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale com a gente
Portal M2 News
Envie NOTÍCIAS e receba as principais notícias publicadas no Portal M2 News em seu WhatsApp. SERVIÇO 100% GRATUITO!