15/08/2018 às 13h56min - Atualizada em 15/08/2018 às 13h56min

DPTC recebe novos equipamentos para os Institutos de Identificação, Criminalística e IML

Redação M2 News
Foto: Divulgação / SSP-AM

O Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) recebeu novos equipamentos para reforçar o trabalho nos Institutos de Criminalística (IC), Médico Legal (IML) e de Identificação (II). Além de um comparador balístico, foram adquiridos computadores, máquinas fotográficas e outros equipamentos para o trabalho da polícia científica do Estado.

 

Os equipamentos são fruto de doação da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). Ao todo, foram 15 computadores, 15 HDs externos, 30 cartões de memória e 30 máquinas fotográficas profissionais, que vão tanto reforçar o trabalho dos peritos quanto otimizar a implantação do Programa de Gerenciamento de Criminalística (Progecrim).

 

De acordo com informações do diretor do DPTC, Carlos Malom, esses novos equipamentos vão melhorar e acelerar os trabalhos realizados pelos peritos nos três institutos da polícia científica. "Estamos passando por uma fase de mudanças e esses equipamentos chegam em boa hora", afirmou.

 

Os computadores serão utilizados para digitação de laudos, atendimento ao público e para registros e análise de informações. Já as câmeras fotográficas e cartões de memória serão usados pelos peritos para registrar com maior qualidade  as imagens das cenas dos crimes.

 

Comparador balístico – O DPTC recebeu da Senasp um novo comparador balístico, que começou a operar semana passada no Instituto de Criminalística. "Vamos trazer um técnico de Brasília para fazer a instalação e colocá-lo em funcionamento", disse Malom.

 

O IC já conta com um comparador, mas o novo equipamento vai garantir maior eficiência nas perícias. O comparador balístico permite analisar os projéteis encontrados nas cenas dos crimes ou nos corpos de vítimas de arma de fogo e agilizar os laudos em que se investiga a autoria de crimes. "Com ele, poderemos analisar os projéteis com maior precisão e, assim, identificar com maior agilidade de que arma de fogo o disparo foi feito", afirmou o diretor do DPTC. 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale com a gente
Portal M2 News
Envie NOTÍCIAS e receba as principais notícias publicadas no Portal M2 News em seu WhatsApp. SERVIÇO 100% GRATUITO!