28/03/2019 às 16h22min - Atualizada em 28/03/2019 às 16h22min

Temer vira réu no caso da mala de R$ 500 mil. Ex-presidente seria destinatário do dinheiro da JBS

Redação M2
 

O juiz da 15ª Vara da da Justiça Federal em Brasília , Rodrigo Bentemuller, aceitou a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), contra o ex-presidente da república, Michel Temer (MDB), no caso envolvendo pagamento de uma propina de R$ 500 mil pela J&F ao ex-assessor especial da previdência, Rodrigo Rocha Loures, flagrado pela Polícia Federal (PF) correndo com a mala na saída de um restaurante.

Segundo o MPF o ex-assessor de Temer, que já é réu no mesmo processo, recebeu em 2017, uma mala do ex-executivo da J&F Ricardo Saud, com R$ 500 mil, Temer seria o destinatário do dinheiro. Na época o ex-presidente  negou.

O juiz atendeu ao pedido do Ministério Público Federal em Brasília. O procurador Carlos Henrique Martins Lima havia ratificado a denúncia contra Temer e solicitado que ele passasse a responder a uma ação penal.

Em 2017 Temer foi denunciado pela Procuradoria Geral da República (PGR) no caso em que Rodrigo Rocha Loures, então assessor especial da Presidência, foi flagrado pela Polícia Federal recebendo de um integrante da J&F uma mala com R$ 500 mil.

Segundo a denúncia, o dinheiro era propina da empresa para o grupo político de Temer. Desde que as investigações começaram, o ex-presidente e a defesa dele têm negado envolvimento com irregularidades e afirmado que o dinheiro não era para ele.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale com a gente
Portal M2 News
Envie NOTÍCIAS e receba as principais notícias publicadas no Portal M2 News em seu WhatsApp. SERVIÇO 100% GRATUITO!