31/08/2019 às 20h07min - Atualizada em 31/08/2019 às 20h07min

Prefeitura do Rio anuncia fim de repasses para desfiles no Sambódromo.

O prefeito do Rio Marcelo Crivella anunciou que eventos que cobram ingresso não receberão subvenção.

Redação M2
Estadão Conteúdo e O Globo

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB) confirmou nesta sexta-feira (30/08/2019) que não vai repassar um centavo às escolas de samba da elite do carnaval carioca para o próximo desfile. Antes da exibição de 2019, cada uma das 14 agremiações da elite recebeu R$ 500 mil. Até 2016, durante a gestão de Eduardo Paes, então no MDB e hoje no DEM, essa subvenção chegou a R$ 2 milhões por escola.

 

Desde o carnaval deste ano Crivella vinha defendendo o fim da subvenção, que era esperada – embora sob protestos – pelas escolas de samba. Em 2020, serão 13 as agremiações a desfilar no grupo de elite – em 2019, Império Serrano e Imperatriz Leopoldinense  foram rebaixados e Estácio de Sá ganhou a segunda divisão e foi alçada ao Grupo Especial.

 

“As escolas do Grupo Especial não vão mais receber subvenção da prefeitura, que decidiu que não vai dar mais subvenção para nenhum evento que cobre ingresso. Então permanece o réveillon, permanece o carnaval de rua da (avenida) Intendente Magalhães (onde desfilam as escolas a partir da terceira divisão), permanecem outros eventos da cidade”, afirmou Crivella, na manhã desta sexta-feira.

“Mas os (eventos) que cobram ingresso, como o Rock In Rio, o carnaval da Sapucaí e outros que têm renda, esses não vão receber mais subsídios da prefeitura”, garantiu.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale com a gente
Portal M2 News
Envie NOTÍCIAS e receba as principais notícias publicadas no Portal M2 News em seu WhatsApp. SERVIÇO 100% GRATUITO!