16/01/2020 às 18h26min - Atualizada em 16/01/2020 às 18h26min

MG informa quarta morte suspeita de intoxicação por cerveja da Backer

M2N
Folhapress
Foto: Reprodução
 

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais informou, no início da noite de hoje, que quatro pessoas morreram sob suspeita de intoxicação por dietilenoglicol, uma substância identificada em cervejas da marca Backer.

A fabricante será procurada para se manifestar sobre o caso, e suas considerações serão incorporadas a este texto assim que enviadas.

Segundo a secretaria, as mortes que se relacionam à intoxicação são:

"Foram notificados 18 casos suspeitos de intoxicação exógena por Dietilenoglicol. Desses, 16 pessoas são do sexo masculino e duas do feminino. Quatro casos foram confirmados e os 14 restantes continuam sob investigação, uma vez que apresentaram sinais e sintomas com relato de exposição", informou a pasta.

"Estes pacientes estão entre os casos suspeitos e a confirmação sobre a causa da morte depende do resultado de análises laboratoriais", afirmou a pasta, por meio de nota oficial.

A distribuição geográfica dos 18 casos notificados, segundo município de residência, é a seguinte: 12 casos em Belo Horizonte e os demais seis casos contabilizam registros em Nova Lima, Pompéu, São João Del Rei, São Lourenço, Ubá e Viçosa.

Com base nos resultados da análise pericial realizada pela Polícia Civil, a Vigilância Sanitária Estadual determinou a interdição cautelar dos lotes L1 1348 e L2 1348 da cerveja Backer Belorizontina. A interdição nacional dos mesmos lotes foi determinada pela Anvisa.

"Em decorrência das últimas evidências obtidas a recomendação vigente é de que, por precaução, nenhuma cerveja produzida pela Cervejaria Backer, independente de marca e lote, seja consumida", informou a secretaria.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Receba nossas notícias em seu WhatsApp
Portal M2 News
Envie NOTÍCIAS e receba as principais notícias publicadas no Portal M2 News em seu WhatsApp. SERVIÇO 100% GRATUITO!