16/03/2020 às 17h21min - Atualizada em 16/03/2020 às 17h21min

Coronavírus: Amazonas suspende aulas em toda rede pública de educação, em Manaus, por 15 dias

Governo também sugeriu que escolas e faculdades particulares também suspendam as aulas para evitar a propagação da covid-19

Lucas Marinho
Redação M2 News
Foto: Reprodução/Facebook
O Governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC) anunciou no fim da tarde dessa segunda-feira (16/03) a suspensão das aulas na rede estadual de ensino público (ensinos fundamental e médio), bem como na Universidade do Estado do Amazonas (UEA), no Cetam e na Funati por 15 dias, a contar partir desta terça-feira (17/03). A medida é para tentar frear a propagação da Covid-19, conhecida como coronavírus. As ações foram detalhadas em um decreto assinado pelo governador.

O governador também informou que o decreto recomenda às escolas particulares que suspendam as aulas, no entanto, como são instituições privadas, cada instituição precisa avaliar se aceita ou não a sugestão.

"Estamos baixando um decreto que normatiza todas as ações de prevenção ao coronavírus a partir de agora. Recomendamos a suspensão das aulas, mas cada instituição privada precisa avaliar se aceita ou não a sugestão" anunciou Wilson Lima, antes de assinar o decreto.

As informações foram repassadas durante transmissão ao vivo, via streaming, pelas redes sociais do Governo do Estado do Amazonas.

O Governo também suspendeu viagens de servidores para fora do estado e vai permitir que alguns, com indisposição, trabalhem a partir de casa e enviem relatórios. 


Cruzeiros em Manaus


O Governador do Amazonas, Wilson Lima, também informou que determinou que Superintendência de Portos e Hidrovias; Fundação de Vigilância e Saúde e Amazazonastur, que  avaliem a liberaçãou não da atracação de cruzeiros que venham chegar a Manaus. "Caberá aos órgãos de controle verificar se os cruzeiros podem ou não atracar na capital, sempre preservando para a saúde de quem estiver em terra" , informou Wilson Lima.

A preocupação com navios internacionais é uma ação de todos os governos estaduais. No Recife (PE)  um cruzeiro com mais de 600 pessoas está atracado no porto da cidade desde a semana passada. Um caso confirmado de coronavírus, dentro dessa embarcação dificultou a liberação para o desembarque de passageiros e tripulantes em solo brasileiro. Por isso, existe uma preocupação com a chegada de cruzeiros ao Amazonas.

Visitas em unidades prisionais também estão suspensas a partir da publicação do decreto.

Prefeitura de Manaus também suspendeu aulas


O prefeito de Manaus, Arthur Virgilio Neto (PSDB), anunciou na tarde desta segunda-feira (16/03) a antecipação do recesso escolar do sistema público municipal de educação. A interrupção das aulas, por 15 dias,  entra em vigor nesta terça (17/03).

A medida faz parte da tentativa do governo municipal de conter o avanço do coronavírus na maior capital do norte do país. O Amazonas tem um caso confirmado 
do novo coronavírus. É em uma mulher de 39 anos que desembarcou na cidade vinda de Londres.


Férias canceladas 

O governador Wilson Lima também anunciou que o decreto que será publicado pelo Amazonas cancela as férias de todos os servidores do estado até o dia 15 de maio. A medida é uma ação preventiva para que não faltem funcionários em áreas como saúde e segurança.






 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Receba nossas notícias em seu WhatsApp
Portal M2 News
Envie NOTÍCIAS e receba as principais notícias publicadas no Portal M2 News em seu WhatsApp. SERVIÇO 100% GRATUITO!